Aguarde...

Benvindos U. F. Alcórrego e Maranhão

História

ALCÓRREGO

Alcórrego, Freguesia pertencente ao Concelho de Avis, localiza-se a sul desta vila, distanciando da mesma cerca de seis quilómetros. Detentora de uma área de 5.773,4 hectares, composta pelos lugares de Bordalos, Covões, Monte de Cima, Monte do Olival, Monte Pires, Montinho, Parreiras, Pisão, Rabaço e Senhora Mãe dos Homens, a Freguesia de Alcórrego confronta a norte e a nascente com a Freguesia de Avis, a sul com os concelhos de Mora e de Sousel e a poente com a Freguesia do Maranhão.

O povoamento do território ocupado pela Freguesia de Alcórrego terá sido iniciado em épocas pré-romanas, tal como indicam alguns topónimos locais, dos quais se destaca Castelo.

Este nome, provavelmente de índole arqueológica, apresenta-se como uma possível alusão a uma fortificação castreja. Posteriormente, por aqui passaram outros povos, como os romanos e os árabes. Depois do inicio da nacionalidade, aqui se fixam os repovoadores do território, provavelmente pertencentes a uma freiria ou milícia, que tinha diversas obrigações para com a coroa, nomeadamente o repovoamento das imediações da vila de Avis.

Nesta altura, terá sido construída a antiga ermida da invocação de São Pedro, paroquia que tinha funções em parte dos vales e dos outeiros, que corresponde à parte alta da actual freguesia.

Tratava-se então de dois curatos da apresentação da Ordem de Avis, que terão sido instituídos depois da Idade Média. Mais tarde, vieram a formar uma só paróquia, a de Santo António. Administrativamente, em 25 de Novembro de 1882, esta Freguesia foi anexada à de Aldeia Velha. Contudo, em 3 de Outubro de 1901, por edital do governo civil, Alcórrego foi desanexada, juntamente com a de Maranhão, actualmente também independente, para formarem a Freguesia de Alcórrego. 

Segundo alguns autores, o topónimo Alcórrego refere-se à ribeira do mesmo nome, e que a localidade adquiriu esta designação por se situar junto a ela. O artigo a que surge junto o nome de origem latina "córrego" é revelador de influências arábicas, facto que indica que, quando os portugueses ocuparam a região, aqui existia alguma população arábica.

 

MARANHÃO

ORAGO: São Domingos (de Gusmão)

Apesar de ser uma das mais pequenas freguesias do Concelho, o povoamento do Maranhão remonta a um período longínquo, como testemunha o conjunto megalítico da Ordem, que se destaca dos restantes pela sua curta proximidade e cujo valor histórico se reflecte no facto de estar classificado como Monumento Nacional.

O elemento distintivo desta localidade é, sem dúvida, a albufeira a que deu nome, por ser junto a ela que foi construído o paredão da barragem. A envolvente do paredão constitui um local de rara beleza, ideal para passar um dia dedicado ao descanso, durante o qual pode pescar, fazer um piquenique ou simplesmente contemplar a magnífica paisagem envolvida por um mágico pôr-do-sol.

A localidade de Maranhão, foi sede de uma antiga exploração agrícola, localizando-se a Sudoeste da vila sede de concelho, Avis, distando dela cerca de 15 minutos. 

Este site utiliza cookies. Ao utlizar o website, confirma que aceita a nossa politica de privacidade.